quarta-feira, outubro 27Notícias
Shadow

Ministério Público questiona demora para abertura de UTIs em Rio do Sul

Promotora Caroline Sartori Velloso Martinelli deu 48 horas para direção do Hospital Regional do Alto Vale explicar o que está acontecendo.

O Ministério Público de Santa Catarina instaurou um inquérito civil para apurar a possível demora do Hospital Regional do Alto Vale, em Rio do Sul, para ampliar o atendimento em unidade de terapia intensiva a pacientes com a Covid-19.

No despacho, emitido nesta quarta-feira (15), a promotora Caroline Sartori Velloso Martinelli aponta que a unidade recebeu repasse da prefeitura na ordem de R$ 1,5 milhão. Conforme o documento, o dinheiro foi enviado ao hospital em 29 de abril com o objetivo de permitir a abertura de 20 leitos exclusivos para pessoas com a doença.

A direção do Regional do Alto Vale tem 48 horas para prestar informações sobre o número de pacientes internados com a Covid-19, quantos em UTI, como está o processo de habilitação de leitos junto ao Ministério da Saúde e o andamento da compra dos equipamentos necessários para ampliação.

Cenário atual
A unidade tem, atualmente, 20 leitos de UTI. Dois desses reservados exclusivamente para infectados pelo novo coronavírus. Entretanto, nesta quinta-feira (16), já são cinco pessoas internadas no hospital com suspeita ou confirmação de Covid-19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *