quinta-feira, abril 22Notícias
Shadow

Equipe do SESI de Brusque é classificada no desafio nacional Covid-19 de robótica

Os alunos de robótica do SESI de Brusque, que formam a Tecnorob Evolution, foram uma das cinco equipes catarinenses classificadas para a segunda fase do desafio nacional de Robótica do SESI contra a Covid-19.

A ação incentiva a criatividade dos jovens e auxilia no combate ao coronavírus.

O resultado foi divulgado nesta terça-feira (18).

Ao todo, participaram 403 equipes de todo o país.

Dessas, 39 foram selecionadas para a segunda fase devido aos empates técnicos.

Agora, os jovens vão detalhar a proposta, que será avaliada com relação à pesquisa, criatividade e inovação, além de empreendedorismo e impacto social.

A Tecnorob Evolution desenvolveu uma “caixa comunitária” para desinfectar máscaras e luvas sem a necessidade de lavá-las, utilizando luz ultravioleta do tipo C (UVC).

O interior da caixa é espelhado, de modo que os raios sejam refletidos internamente e aumentem a área de cobertura.

Para evitar que a caixa se torne um ponto de contágio, a gaveta abre e fecha por meio de sensor de aproximação.

Com a gaveta fechada, a luz age por 30 segundos e, depois disso, outro sensor libera a abertura da gaveta para que o usuário retire os objetos desinfectados.

Para desenvolver o projeto, a equipe pesquisou todos os assuntos relacionados à pandemia.
A equipe também entrevistou a comunidade sobre o uso de máscaras, conversou com o médico infectologista, Dr Ricardo Freitas, além de realizar testes com materiais que pudessem ser utilizados para confeccionar a caixa

A técnica de impressão 3D foi a utilizada para a confecção.
A equipe TECNOROB EVOLUTION é formada pelos estudantes Henrique Dorow e Vinicius Buttchewitz, de 12 anos e Vinicius Bueno Lopes e Sofia Reinert Mafra, de 13 anos de idade.

O técnico da equipe, Claudio Lima Rhenns, destacou:
“Nesse novo momento que estamos vivendo, poder contribuir com projetos que façam a diferença é muito gratificante, ajudando as pessoas através da tecnologia e Robótica”.
“Tenho certeza que teremos bons resultados, pois o empenho dos alunos tem sido grande. Agora estamos na fase de prototipar o projeto e mostrar o resultado final”.

A estudante Sofia comenta:
“A gente queria criar um projeto acessível, que conseguíssemos implementar e realmente ajudar as pessoas no dia a dia delas, aí veio a ideia da UVC Box”.
“Como a competição era entre as equipes do Brasil, a gente se dedicou muito. Foi uma experiência que movimentou a gente durante essa pandemia e nos estimulou”.

A competição
Os times terão até 4 de setembro para submeter mais informações sobre o projeto, demonstrando e detalhando a sugestão proposta.

A divulgação do resultado final será feita em 25 de setembro.
Ao todo, sete equipes serão premiadas: 1º, 2º e 3º lugares no geral, e ainda, premiações exclusivas para as categorias: Melhor Projeto de Pesquisa; Melhor Projeto em Criatividade e Inovação; Melhor Proposta de Empreendedorismo e, também, de Impacto Social.
Os prêmios não são cumulativos, ou seja, cada equipe selecionada só poderá ser premiada em uma categoria.

Além disso, as três primeiras colocadas participam do próximo Festival SESI de Robótica, previsto para ocorrer em março de 2021.

NOTICENTER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *