sexta-feira, maio 7Notícias
Shadow

Navegantes identifica “fura-filas” da vacina contra Covid-19 e abre investigação

Um grupo de “fura-filas” da vacina contra Covid-19 foi identificado em Navegantes, no Litoral Norte do Estado. O desrespeito foi constatado durante uma conferência de rotina, segundo a prefeitura, em que nomes fora das faixas prioritárias definidas pelo Ministério da Saúde estavam na lista dos que haviam recebido o imunizante.
De acordo com o município, um procedimento administrativo foi aberto na última semana para apurar os detalhes desse desrespeito. Em nota, a prefeitura de Navegantes cita que o caso teria envolvido “um pequeno grupo”, mas não especifica quantas pessoas fora do público prioritário foram identificadas na relação.

O Ministério Público será notificado pela Procuradoria para acompanhar os desdobramentos da apuração para, se necessário, levar o caso à esfera judicial.
Até esta terça-feira (9), conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Navegantes já havia vacinado 407 pessoas contra o novo coronavírus. Em toda a Regional de Itajaí, 7.595 moradores receberam o imunizante até o início da semana, enquanto no Estado esse número chega a 96,5 mil.

Outras suspeitas de fura-fila
Santa Catarina já identificou outros casos suspeitos de pessoas que furaram a fila de vacinação contra a Covid-19. Logo nos primeiros dias de imunização, a colunista Dagmara Spautz trouxe a informação de que o Ministério Público havia notificado as prefeituras de Bom Jardim da Serra, São Joaquim e Urupema, na Serra.

Outro caso ocorreu em Marema, no Oeste. O MP também foi acionado depois que um servidor público do primeiro escalão do município recebeu a vacina mesmo sem pertencer a nenhum dos grupos prioritários. Em nota, o órgão chegou a defender que os fura-filas têm de responder por improbidade administrativa pelos atos contra a saúde pública.

Confira a nota de Navegantes
“A Prefeitura de Navegantes instaurou, na semana passada, procedimento administrativo para investigar possível desrespeito à fila de vacinação contra a Covid-19 no município. A Secretária Municipal de Saúde, Luciane Nesello, ao fazer a conferência rotineira da lista de vacinados suspeitou de nomes que não estariam na listagem do grupo prioritário para imunização. Imediatamente ao saber da denúncia, a secretária em conjunto com a Procuradoria do Município instaurou Procedimento Administrativo para apuração do caso. Um pequeno grupo que não fazia parte do público prioritário foi identificado. A Procuradoria do Município também irá oficiar o Ministério Público para acompanhamento da situação. No caso de confirmadas as denúncias, a Prefeitura de Navegantes tomará todas as atitudes administrativas e judiciais cabíveis contra os responsáveis”.

FONTE: NSCTOTAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *