quinta-feira, julho 29Notícias
Shadow

Duplicação da BR-470 corre o risco de ser paralisada, diz Ministério da Infraestrutura

A duplicação da BR-470 corre o risco de ser paralisada caso o Ministério da Economia não libere mais dinheiro para obras rodoviárias no país. O alerta partiu do Ministério da Infraestrutura, em ofício que veio a público em reportagem do jornal O Globo desta quinta-feira (24). No documento enviado à Economia e à Casa Civil, o secretário-executivo da pasta, Marcelo Sampaio, diz ser urgente a liberação de R$ 1 bilhão para execução no início do segundo semestre.
Deste montante, R$ 430 milhões serviriam para “evitar a interrupção de serviços em diversas obras rodoviárias”, incluindo a BR-470, em Santa Catarina, a BR-319, no Amazonas, a BR-080, em Goiás, a BR-419, em Mato Grosso do Sul, e a BR-163, no Pará. Ao todo, Sampaio pede que sejam liberados mais R$ 2,4 bilhões para a Infraestrutura em 2021.

Dos R$ 56 milhões orçados pelo governo federal para investir na em 2021, 75% já foram empenhados. Ou seja, estão reservados para pagamentos às empreiteiras. O valor previsto pela União para todo o ano representa menos de 10% do necessário para concluir os 73 quilômetros entre Navegantes e Indaial. Apesar disso, o governo Jair Bolsonaro (sem partido) segue prometendo entregar os quatro lotes da duplicação em 2022. Nesta quinta, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, estará em Florianópolis visitando as obras do contorno viário da Capital.
Enquanto a Infraestrutura passa o boné em Brasília, o governo de Santa Catarina negocia com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) a aplicação de R$ 200 milhões do Estado na BR-470. O convênio entre as partes ainda não foi assinado. Nas previsões mais otimistas, o dinheiro deve começar a chegar ao canteiro de obras entre

FONTE: NSCTOTAL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *