domingo, novembro 28Notícias
Shadow

Empresa de maquinário têxtil aposta em showroom modelo como estratégia de atuação

Censi Máquinas define novas formas de representação e opta por fortalecer revendas já existentes, que prezam pelos atendimentos consultivos

Investir nas revendas que tenham a mesma linguagem dos seus produtos e serviços. Essa é mais uma das apostas da Censi Máquinas, especializada em equipamentos para a indústria de vários segmentos, que após um novo posicionamento de mercado calcado na economia sustentável através da durabilidade dos seus produtos, escolhe prezar pelos poucos e bons parceiros. “Quando falamos de representações, precisamos estar atentos à forma com que essa representação é trabalhada e qual o desempenho desse representante em relação às nossas soluções. Quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade, por isso decidimos prezar por aqueles parceiros que valorizam nossos equipamentos e transmitem a imagem que queremos imprimir na nossa marca”, destaca Sheila Censi Braun, diretora executiva da empresa.

Uma das revendas-modelo está em Indaial, numa empresa focada em vendas de máquinas de costura e acessórios. Em um espaço especialmente planejado, a produtora de maquinários tem em exposição algumas das suas peças mais comercializadas: o showroom valoriza a marca e atrai os clientes. “Ser essa referência é um reconhecimento do trabalho que desempenhamos com seriedade e comprometimento, ainda mais com parceiros do calibre da Censi Máquinas”, afirma Claudinei Trentini, proprietário da loja em que foi instalado o showroom modelo.

O objetivo da corporação é firmar o conceito de produtos premium, que demandam pouca manutenção. De acordo com registros da Censi, existem equipamentos produzidos há mais de duas décadas que continuam em pleno funcionamento. “Esse valor de durabilidade aliado à excelência é o que queremos que nossos parceiros transmitam ao trabalhar nossos equipamentos. Para um vendedor nem sempre é vantajoso comercializar algo perene, mas a nossa mentalidade parte desse princípio de que se ganha muito mais vendendo o duradouro do que o descartável”, explica Sheila. A lógica da diretora executiva é completada por Claudinei: “A cultura da durabilidade precisa ser melhor trabalhada no mercado, porque é viável continuarmos usufruindo das vantagens tecnológicas que os maquinários nos propiciam, mas com o apelo do sustentável. Essa credibilidade acaba por render ótimas negociações”.

A venda consultiva é outra característica defendida pela Censi Máquinas. As necessidades do cliente precisam ser totalmente preenchidas e quando surgem eventuais manutenções em equipamentos, que esse trabalho seja zeloso e bem executado. “A estratégia passa por ter poucas e excelentes revendas. O espaço Censi será implantado respeitando a característica de cada local e região e dentro do tempo de maturidade de cada negócio.”, aponta Sheila. Hoje, a Censi Máquinas tem clientes em 11 países na América Latina, Europa e Ásia, além do Brasil. Em território nacional, as vendas certificadas ocorrem em Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e em Pernambuco e Ceará.

A inauguração oficial do Espaço Censi – como foi batizado o showroom modelo – na Claudinei Máquinas será no dia 14 de outubro, com o lançamento de um novo equipamento da marca: a máquina de fusionar para camisaria.

Trevo Comunicação
Roberta Koki

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *