domingo, fevereiro 25Notícias
Shadow

Sessões de meditação e roda de fogueira com cacau: empresas adotam práticas milenares pensando no bem-estar de seus colaboradores

A prática de meditar aumentou no período da pandemia. Segundo um estudo feito pelo V. Trends, hub de insights da Vivo, o número de adeptos de meditação aumentou 45%
De acordo com uma pesquisa feita pela Stress Management Association, 32% dos trabalhadores brasileiros sofrem de esgotamento profissional, ou burnout. Com o objetivo de reverter esse quadro, diversas empresas estão empenhadas em colaborarem com a saúde mental de seus funcionários e estão oferecendo desde folgas, terapias com psicólogos, reuniões esporádicas até mesmo sessões de meditação. A prática de meditar, inclusive, acabou aumentando no período da pandemia. Segundo um estudo feito pelo V. Trends, hub de insights da Vivo, o número de adeptos de meditação aumentou 45%.

A meditação tem conquistado espaço no mundo corporativo graças aos benefícios capaz de oferecer, como melhorar a concentração, reduzir o estresse e a ansiedade, aumentar a produtividade e até influenciar na criatividade dos colaboradores. De acordo com alguns estudos feitos por centros de pesquisa, a meditação pode alterar o cérebro em oito semanas se for praticada todos os dias. O surgimento da prática milenar possui diferentes versões, mas alguns estudos afirmam que essa atividade surgiu na China e na Índia.
“Muitas pessoas acabam não acreditando que a meditação pode de fato melhorar o desempenho profissional, mas, depois de participarem de uma sessão, acabam comprovando que, de fato, a prática funciona e pode trazer diversos benefícios. A meditação mudou minha vida e fico feliz de poder compartilhar com nossos colaboradores essa prática”, explica Carol Vaz, criadora da marca do setor pet Dog´s Care. A empreendedora decidiu se especializar em várias técnicas terapêuticas como a Constelação Familiar Sistêmica, método terapêutico de resolução de conflitos criado pelo alemão Bert Hellinger, que sugere analisar o sujeito e suas ações a partir de sua família.

Carol também se especializou em reiki, técnica criada no Japão onde os praticantes usam a imposição das mãos para, alegadamente, transferir “energia vital universal” para o paciente. “Como eu trabalho com o setor pet, que é um setor que acaba sendo mais “descontraído”, isso acaba deixando o clima da empresa mais leve, e, além disso, eu aplico essas técnicas tanto na área de produção da empresa como para motivar os colaboradores da Dog´s Care” diz Carol.
Anualmente, a empresa realiza um encontro para discutir o planejamento estratégico da marca em um local ao ar livre, com natureza abundante e bastante verde. Nesse encontro, os participantes fazem momentos de silêncio, meditam, além de atividades de plantio e conexão com elementos da natureza. “Nos dois últimos anos, tivemos um período muito difícil no mundo todo por conta da pandemia, então, no último encontro, oferecemos uma roda de cacau, uma medicina ancestral”, ressalta Carol.
A técnica utilizada foi numa roda com os líderes da empresa em torno de uma fogueira. A escolha do cacau foi justamente por conta de suas propriedades medicinais. Ele possui anandamida, conhecida como a molécula da felicidade, além de serotonina, dopamina e endorfina, conhecidos como os hormônios da felicidade. Ampliam a conexão entre os integrantes do time , além de facilitar as conversas mais transparentes e vulneráveis.

Trabalho em casa antes da pandemia
Para garantir que os funcionários pudessem trabalhar de forma segura, diversas empresas decidiram adotar o home office em 2020. Com o feedback positivo e os benefícios desse modelo de trabalho, algumas companhias hoje funcionam com o sistema híbrido, ou seja, alguns dias no escritório e outros em casa. Porém, ciente de como o home office pode evitar que o funcionário enfrente situações desconfortáveis e que podem até mesmo atrapalhar no rendimento do colaborador ou colaboradora, como é o caso de um congestionamento, Carol já era adepta desse modelo de trabalho antes de 2020.
“Muitas vezes acontece uma paralisação de transporte público, um acidente ou engarrafamento que faz com que o funcionário chegue na empresa estressado e isso pode influenciar no trabalho ao longo do dia, temos no time também pessoas que passavam muito tempo indo e vindo e entendemos que seria mais produtivo o home office, então nós já éramos adeptos antes da pandemia, pois já tínhamos noção dos benefícios de se trabalhar em casa”, pontua Carol. No período mais crítico da pandemia, a área comercial da empresa acabou se sentindo mais pressionada, pois apesar do nosso mercado não precisar fechar as portas, atendemos muitos clientes em estado de medo absoluto e sem saber como lidar com a situação e isso fez com que alguns funcionários ficassem com um pouco de receio do que poderia acontecer.

Sendo assim, a empreendedora decidiu realizar encontros semanais para conversar sobre medo e ansiedade, para conseguir manter o time alinhado. Nesse período, a empresa também promoveu sessões de meditações regulares. “O funcionário precisa sentir que a empresa em que ele trabalha se importa com sua saúde mental e que ela oferece recursos para ele se sentir mais confiante e seguro, e a meditação e outros métodos podem ajudar nessa questão e em outros fatores também”, finaliza a empreendedora.

Sobre a Dog´s Care
Pioneira e inovadora, a empresa trouxe ao mercado nacional no ano de 2006, com exclusividade, as fraldas descartáveis para cães, com o principal objetivo de facilitar o dia a dia com o pet em casa e nos passeios, quando ele insiste em fazer as necessidades fora do lugar e a vida vira um caos. Tornando cada vez mais harmoniosa a convivência entre pessoas e cães, hoje possui uma linha com mais de 30 itens, entre acessórios para facilitar o passeio, produtos descartáveis e uma linha para auxiliar no adestramento e na higiene. Tudo criado a partir do seu dia a dia com seus pets, com um único objetivo: inspirar a convivência sem limites entre pessoas e cães.
Para mais informações, acesse: www.dogscare.com.br

About Author