domingo, fevereiro 25Notícias
Shadow

Volta às Aulas: gastos com materiais escolares via e-commerce ultrapassam R$ 119 milhões, indica levantamento

Dados da Layers Education avaliam meses de novembro a fevereiro e apresentam crescimento de 33% em cima do que foi gasto no ano passado

Os gastos com materiais escolares e didáticos por meio de e-commerce, entre novembro de 2022 e até o dia 9 de fevereiro de 2023, já ultrapassaram R$ 119 milhões. Isto é o que indica o levantamento inédito da Layers Education, startup que unifica aplicativos de gestão escolar e disponibiliza um e-commerce em sua plataforma. O aumento foi de 33% do total transacionado no período anterior (novembro 2021 a fevereiro 2022).

“A tendência de compras on-line trazida pela pandemia foi consolidada também no segmento das escolas por oferecer praticidade para os pais e responsáveis que não precisam mais sair de casa e visitar de duas a três papelarias para completar a lista de materiais pedida pelas escolas”, avalia o CEO da Layers, Danilo Yoneshige.

O levantamento ainda mostra que o gasto médio por aluno passou de R$ 1.219,27 no intervalo passado para R$ 1.505,30 no atual. O aumento de 26,6% está em conformidade com a estimativa da Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares (ABFIAE) que, em função do impacto da inflação, prevê que os produtos possam ser encontrados até 30% mais caros neste ano.

De janeiro a dezembro de 2022, a plataforma da Layers transacionou R$ 114,5 milhões por meio de seu e-commerce que atende mais de 1.000 instituições de ensino e conta com mais de 300 canais de vendas ativos. O crescimento foi de quase 60% no comparativo com o mesmo período em 2021. No Brasil, a modalidade de compras pela internet faturou quase R$ 130 milhões no ano passado, segundo a NuvemCommerce, pesquisa anual da plataforma de criação de lojas on-line NuvemShop.

Sobre a Layers

Fundada em 2018 na cidade de São Caetano do Sul (SP), a Layers é uma EdTech que integra aplicativos de educação para instituições de ensino básico, alunos e seus responsáveis. Possibilita acesso a diversas ferramentas de organização, comunicação e consulta em um único canal, unificado em uma interface digital com acesso via computador e celular. A tecnologia já é utilizada por mais de 800 instituições, 11 redes de ensino e mais de 350 mil famílias. No primeiro semestre de 2021, a Layers ficou entre as 100 empresas de tecnologia para a educação mais promissoras, pelo ranking da consultoria americana HolonIQ. A companhia foi a primeira no mundo investida pela Faber-Castell em 2020. 

A Layers está entre as Melhores para o Brasil, segundo a pesquisa Humanizadas de 2022, foi escolhida pela Endeavor para o ScaleUp e é uma das 100 Startups to Watch de 2022 da revista “Pequenas Empresas, Grandes Negócios”.

About Author