domingo, julho 21Notícias
Shadow

Vinhos leves são opção certeira no calor do Carnaval

Quem quer curtir a folia sem abrir mão da bebida preferida tem à disposição uma seleção de estilos para consumir indo atrás do bloquinho – e eles ainda podem ser incluídos em drinques fáceis e refrescantes

O Carnaval bate à porta já com festas espalhadas por todo o país e a contagem regressiva para a folia – ou o descanso – já começou. Brasileiras e brasileiros estão se preparando para a festa e os amantes de vinho podem se sentir um pouco deixados de lado, já que as bebidas oficiais da folia costumam ser outras. Mas, não há motivos para sofrer: o tão tradicional vinho pode sim ter espaço no calor da folia, seja “fantasiado” em drinques ou mesmo puro e refrescante, não há porque deixá-lo de lado nesta época do ano.

Consumir vinhos no calor – que está no ápice neste período de fevereiro – também exige conhecimento. O sommelier da Enoteca Decanter Blumenau, Sidney Lucas, explica que é preciso optar pelos chamados “vinhos leves”, que podem ser consumidos a temperaturas mais baixas sem que as suas características sejam comprometidas. Mas, o que é um vinho leve?

Segundo Lucas, a classificação do vinho depende da quantidade de taninos da composição. O tanino é um polifenol presente em diversos vegetais – uvas, por exemplo – mas o mais importante é entender qual é a sensação que ele provoca.

“Muitas pessoas confundem tanino com acidez, é justamente o contrário: a acidez faz a boca salivar, o tanino causa aquela sensação de aspereza, de repuxo, como quando se come uma banana verde, que ‘amarra’ a boca. Quanto mais tanino, mais forte essa sensação, e como as temperaturas baixas realçam os taninos, para o calor o ideal são os vinhos com menos tanino, pois podem ser consumidos em temperaturas mais baixas – estes são os vinhos leves”, esclarece.

Segundo Lucas, quem não quer abrir mão do vinho na folia pode optar pelos rosés, brancos e espumantes sem medo. Os fãs do tinto também têm opções, como os Valpolicella ou os produzidos com uvas Pinot Noir, Merlot e Syrah sem barrica, pois o envelhecimento em madeira também acentua os taninos.

Criatividade em alta

Além de puros, os vinhos também podem ser consumidos “fantasiados” – ou seja, em drinques! Dessa forma, a bebida também entra no clima do Carnaval em outros formatos para os foliões amantes do vinho.

Para ajudar os mais indecisos, apresentamos três receitas fáceis de fazer e deliciosas para degustar enquanto corre atrás do bloquinho. Confira!

Portônica

Encha uma taça grande (pode usar a de vinho tinto) com gelo, adicione o vinho e complete com a água tônica devagar, para não perder o gás. Decore com as fatias de limão e laranja e sirva.

 Aperol Spritz

Em taça grande (pode usar a de vinho tinto também), adicione o gelo, o Aperol, a água com gás e complete com o Prosecco. Finalize com a fatia de laranja e sirva.

Kir Royal

Em uma taça flute (de espumante) coloque o licor de cassis e complete com o espumante.

Agora é só escolher o vinho ou drink que mais combina com o seu Carnaval e saborear a folia!

A Decanter

Uma das maiores e mais destacadas importadoras de vinhos do Brasil, a Decanter foi eleita a Importadora do Ano, na edição anual de vinhos da revista Gula. Fundada em Blumenau, em 1997, conta com mais de 50 distribuidores por todo o país, além da rede de Enotecas Decanter. Seriedade, respeito ao cliente e uma política de preços convidativos têm sido alguns dos suportes desse crescimento. No entanto, é a esmerada seleção de vinhos que dá corpo à empresa.