quinta-feira, julho 25Notícias
Shadow

Brasileiros fundam Câmara de Comércio entre Brasil e Irlanda

Iniciativa visa fortalecer parceria entre os países e impulsionar o empreendedorismo brasileiro no exterior

A Irlanda é um dos destinos mais procurado por brasileiros. Não só por suas oportunidades de intercâmbio, mas principalmente pelas portas profissionais que o país pode abrir. Para auxiliar o crescente volume de empreendimentos que estão sendo fundados por brasileiros por lá, surge a Câmara de Comércio entre o Brasil e a Irlanda – uma iniciativa desenvolvida por empresários brasileiros que almeja fortalecer as relações comerciais entre as regiões. Seu lançamento oficial ocorrerá no dia 30 de abril, cuja plataforma já está disponível no link a seguir: https://brazilirelandchamber.com/about-us/.

Em dados divulgados pelo relatório Brazilian Entrepeneurship in Ireland, feito pela Unleashe, cerca de 70 mil brasileiros moram na Irlanda atualmente. Destes, mais de 1.300 criaram seus próprios negócios, dos quais 96% são considerados como microempresas. Os segmentos de atuação são variados, mas todos enfrentaram dificuldades iguais nessa jornada, indo desde a orientação adequada sobre a legislação irlandesa, até as oportunidades existentes e como buscar os recursos necessários para empreender com êxito.

Neste cenário, a fundação da Câmara busca atrair a atenção do governo brasileiro perante os empresários na Irlanda, de forma que consigam encontrar soluções viáveis para escalar seus negócios. Para Marcel Biato, embaixador do Brasil em Dublin, existe uma visão equivocada de que o imigrante brasileiro traz uma perda para o país e que apenas irá gerar custos extras. “O cenário é completamente oposto. Os empresários brasileiros aqui na Irlanda geram atividade econômica para ambos os países e, por isso, precisam de ajuda técnica, burocrática e financeira para darem esses primeiros passos rumo à estabilidade de seus negócios”, explica.

Prova desse potencial está também na ampla geração de empregos possibilitada pelo intermédio dessas atividades brasileiras na região. Hoje, os negócios brasileiros empregam cerca de 2.200 pessoas na Irlanda, movimentando uma renda anual próxima de 99 milhões de euros, segundo dados divulgados no mesmo relatório. Por esta razão, uma das maiores metas da fundação da Câmara será atrair os olhares dos próprios empresários irlandeses, de forma que se tornem colaboradores da iniciativa em prol de elevar a visibilidade e escalabilidade destes empreendimentos.

Para Tiago Mascarenhas, CEO do Grupo Educacional SEDA e um dos sócios do projeto, uma das maiores perspectivas da Câmara é levar um novo olhar para a comunidade de empresários brasileiros na Irlanda. “Esta agenda é parte de um propósito muito maior em termos de cultura e preservação da comunidade brasileira no país. Queremos auxiliar todos que desejam abrir seu negócio na região com o apoio de cada vez mais membros e atividades de incentivo a essa prática”, relata.

Independentemente do porte da empresa, a expectativa da Câmara é auxiliar todos os empresários que desejem se estabelecer no país – contando com um material informativo completo, suporte jurídico e eventos colaborativos. Atualmente com 20 membros, a expectativa é elevar esse número para 150 até o final deste ano e, conquistar mais 250 até 2025. “Queremos ser reconhecidos como o primeiro ponto de contato entre os países, quebrando estes preconceitos sobre a classe empresarial brasileira e mostrando quantos ganhos econômicos podemos gerar a partir de uma orientação devida para que os brasileiros consigam prosperar na Irlanda”, finaliza Biato.

Serviço:

Câmara de Comércio Brasil e Irlanda

Lançamento: dia 30 de abril

Link: https://brazilirelandchamber.com/about-us/