domingo, fevereiro 25Notícias
Shadow

28 obras do acervo de Blumenau beneficiadas com restauro serão apresentadas na 2ª Temporada de Exposições do MAB, no dia 4 de maio

A abertura do evento ocorre a partir das 19h, com entrada gratuita a toda comunidade

Artes plásticas em destaque. No dia 4 de maio, 28 obras do Museu de Arte de Blumenau (MAB) voltam a ser prestigiadas pelo olhar do público após restauro, troca de chassis e ou molduras. As artes restauradas estarão na mostra Tempo e Obra: Marcas e Memórias, expostas na Sala Elke Hering, no Museu de Arte de Blumenau, durante a 2ª Temporada de Exposições do MAB. A abertura do evento ocorre a partir das 19h, com entrada gratuita a toda comunidade e classificação etária Livre. A mostra segue até dia 21 de junho, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h.

O projeto de restauro é de autoria do artista plástico, historiador, pesquisador e membro do Conselho Consultivo do MAB, Arian Grasmuk, e segundo a gerente executiva do MAB, Mia Ávila, configura em um importante registro na história da arte de Santa Catarina. “A exposição Tempo e Obra: Marcas e Memórias, traz ao público os resultados das vinte e sete obras, que foram transferidas em 2020 do acervo do Museu da Família Colonial para o Museu de Arte de Blumenau, e mais uma obra que já integrava o acervo do MAB”, afirma Mia. “As obras passaram pela limpeza mecânica, remoção de chassis e molduras contaminadas por insetos xilófagos, construção de novos chassis e emolduramento, deixando-as prontas para exibição”, complementa Mia Ávila.

As obras restauradas são dos artistas: Alexandre Jacovleff (1887-1938), Alexandre Lenard (1910-1972); Berta Steielein (1903-1967); Franz Richard Becker (1879-1952); Hannelore Klomfass (1932); Hanns Augsburger; Hans Steiner (1910-1974); Heinrich Graf (1859-1934); Johannes Janzen (1883-1964); Klaus Klinger; Lisier; Orlando Ferreira De Melo (1922-2004); Paul Hering (1861-1942); Renate Rohkohl Dietrich (1918-1997); Rita Schwabe (1928-2012); Terezinha Barreto; Ubirajara; além de uma obra anônima e outra autor desconhecido.

“As artes executadas sobre papéis e cartões, receberam a proteção de vidros e também a colocação de material que impeça a proliferação de fungos por conta de reações adversas dos suportes. Duas obras foram especialmente reservadas para receberem tratamento diferenciado de restauro, dada a importância delas no contexto histórico da história da arte local e a história da cidade de Blumenau. São elas: “Jacutinga” do artista Paul Hering e “Igreja Evangélica do Espírito Santo”, do artista Heinrich Graf”, conclui a gerente do MAB.

O Projeto 000431 Restauração – Troca de Chassis e Molduras de Obras do Acervo do Museu de Arte de Blumenau (MAB), de Arian Grasmuk, é contemplado com o prêmio Museus/Patrimônio e Paisagem Cultural do Edital Elisabete Anderle – Edição 2022.

“Ações e projetos como este destinam-se à preservação do patrimônio do Museu de Arte de Blumenau, à sua comunidade, artistas, educadores, arte-educadores, pesquisadores, acadêmicos, estudantes, e público em geral atendidos. Ressaltando que no Estado de Santa Catarina existem apenas 3 museus de Arte, o que faz com que o MAB atenda não só a cidade de Blumenau, mas todo o estado e país”, acrescenta o artista visual, produtor cultural e Conselheiro do MAB, Nelson Julio.

SERVIÇO
Mostra: Tempo e Obra: Marcas e Memórias, 28 obras restauradas
Na abertura da 2ª Temporada de Exposições no Museu de Arte de Blumenau (MAB)
Dia 4 de maio, a partir das 19h
No Museu de Arte de Blumenau (Rua XV de Novembro, 161, Centro, Blumenau/SC)
Visitação: Até 21 de junho, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser agendadas pelo telefone (47) 3381 6176
Classificação indicativa de idade: Livre
Entrada gratuita.

About Author