quinta-feira, julho 25Notícias
Shadow

Tomar sol desempenha papel vital no controle da ansiedade e no tratamento da depressão

Segundo a médica especialista em saúde mental, dra. Tamires Cruz, a exposição ao sol desempenha este papel através da produção de vitamina D, que auxilia na regulação dos ritmos circadianos, liberação de endorfinas e redução dos níveis de cortisol

Entre as principais formas de tratar um paciente diagnosticado com transtorno de ansiedade e/ou depressão são a psicoterapia e o uso de medicamentos receitados por um psiquiatra. Contudo, há diversas estratégias que podem servir como adjuvantes aos tratamentos tidos como convencionais. A adoção de hábitos mais saudáveis relacionados à alimentação, sono e prática de exercício físicos são ótimas ferramentas para ajudar a mitigar os sintomas das duas condições. Assim como a exposição ao sol.

Médica especializada em saúde mental, com foco em ansiedade e depressão, dra. Tamires Cruz explica que o sol desempenha um papel vital no controle da ansiedade e no tratamento da depressão principalmente porque estimula a produção de vitamina D no corpo humano. “Tal nutriente é essencial porque ajuda a regular o humor e a função cognitiva”, afirma. Dra. Tamires ressalta que a vitamina D atua para mitigar os sintomas destes dois transtornos por causa de sua participação chave na produção de endorfinas, na redução do cortisol e na regulação do ritmo circadiano e produção de serotonina.

A participação da vitamina D na produção de endorfina se dá da seguinte forma: ao ser exposta aos raios solares UVB a pele estimula as células produtoras de vitamina D (queratinócito) a produzir pré-endorfina, que é transportada para glândula pituitária e convertida em endorfinas. “Por serem substâncias químicas que ajudam a aliviar a dor e melhorar o humor, as endorfinas podem ajudar a reduzir a ansiedade”, explica a médica especializada em saúde mental.

Ao contribuir para regular o sistema imunológico e reduzir a inflamação do corpo, a vitamina D acaba levando a uma diminuição da produção do cortisol, hormônio que em quantidade e no tempo ideal é necessário ao ser humano, porque ajuda a regular a resposta de luta ou fuga quanto está sob estresse. O problema, segundo Dra. Tamires, é quando os níveis de cortisol são elevados por um período prolongado, porque isso acaba acarretando sintomas de ansiedade e depressão. “Assim, o sol e a vitamina D por ele produzida, ao reduzirem os níveis do hormônio do estresse no corpo, também auxiliam na mitigação dos transtornos”, afirma.

O ritmo circadiano do corpo é o processo interno que controla o ciclo de sono-vigília dos seres humanos. “Quando nossos ritmos circadianos estão desregulados, isso pode afetar a produção de hormônios, incluindo a serotonina, que está diretamente ligada ao humor e bem-estar emocional”, explica dra. Tamires. Conforme a médica especialista em saúde mental, a exposição ao sol e a produção de vitamina D são essenciais para manter os ritmos circadianos do corpo em sincronia e consequentemente melhorar a produção de serotonina, assegurando, dessa forma, o bem-estar emocional e contribuindo para a prevenção da depressão e da ansiedade.

A médica especializada em saúde mental salienta como a regulação do ciclo circadiano, a produção de endorfina e a redução de cortisol, ocasionadas pela exposição à luz do sol, se interrelacionam para auxiliar a diminuir os sintomas associados à ansiedade e à depressão. A regulação do ciclo circadiano, por exemplo, melhora a produção de serotonina, que pode levar à produção de endorfinas, como a redução do hormônio do estresse (cortisol) também pode ocasionar o aumento dos níveis de endorfinas. Por outro lado, destaca Dra. Tamires, uma das principais maneiras de reduzir a produção de cortisol é através da regulação dos ritmos circadianos do corpo.

Por fim, Dra. Tamires ressalta que, não obstante a exposição ao sol ser benéfica à saúde mental das pessoas, contribuindo para a mitigação dos sintomas de ansiedade e depressão, ela deve ser feita com moderação e com proteção adequada contra os raios ultravioletas (UV) nocivos. “O uso de protetor solar e roupas protetoras são essenciais para evitar danos à pele e outras condições de saúde relacionadas à exposição excessiva ao sol”, conclui.

Sobre Dra. Tamires Cruz

Dra. Tamires Cruz, graduada em Medicina (FMJ) e graduada e pós-graduada em Gestão e Administração Hospitalar (Estácio).

Pós-graduação em Docência (Estácio), Especialização em Cuidados Paliativos (Instituto Paliar) e Saúde Mental (Estácio) com foco em Ansiedade e Depressão. 

Mestre e Doutoranda em Saúde Pública (Faculdade de Medicina – ABC/SP).

Criadora do Método Saúde de Gigantes, metodologia que já ajudou centenas de pessoas no controle da ansiedade e tratamento da depressão, sem uso de remédios.

Autora do Livro: Seja (im)perfeito, Editora Gente