quarta-feira, fevereiro 21Notícias
Shadow

Romã, cacau, abóbora: conheça os frutos que podem trazer benefícios para a saúde da pele

Farmacêutico especialista em cosmetologia aponta os frutos que, segundo estudos, possuem propriedades benéficas para a pele

São Paulo, abril de 2023 – Tanto a indústria farmacêutica, quanto a indústria cosmética, estudam constantemente os ativos químicos dos alimentos para descobrir novos benefícios ou possíveis fórmulas que podem ser feitas no desenvolvimento de medicamentos e dermocosméticos.

Alimentos naturais, como as frutas, são conhecidos por oferecerem diversos benefícios à nossa saúde e ao nosso corpo. Por isso, estudos em universidades e centros médicos de todo o mundo investem milhões em pesquisas para descobrir como as frutas podem ser ainda mais aproveitadas pelo ser humano, seja por seu consumo oral, seja pelo extrato dessas frutas na utilização de dermocosméticos.

E para esclarecer este tema, o Dr. Maurizio Pupo, farmacêutico e professor especialista em cosmetologia, traz mais informações sobre diversos frutos e quais os benefícios de cada um para a saúde da pele.

Romã

“Romã é uma fruta que traz diversos benefícios para a pele, principalmente, para o rejuvenescimento dela. Mas atenção: a fruta deve ser consumida e nunca ser utilizada diretamente na pele (somente em casos de uso tópico com produtos que sejam feitos com o extrato da romã). Ao comer uma romã por dia, ou tomar apenas um copo de suco de romã diariamente, já é o suficiente para rejuvenescer a pele. Isso acontece, pois a romã é muito rica em antioxidantes, o que contribui com a renovação da nossa pele”, explica Dr. Maurizio.

“Ao ingerir esses antioxidantes, eles irão combater os radicais livres, ou seja, eles vão para a pele e, desta forma, ajudam a reduzir as rugas, a flacidez e a perda de elasticidade, retardando o envelhecimento precoce. Além disso, o consumo de romã também é muito benéfico para o clareamento de manchas de pele, inclusive, o melasma”, ressalta o especialista.

O farmacêutico ainda explica que a romã é rica em vitamina A, ou seja, mais um reforço na renovação celular. “Este é um importante nutriente na produção do colágeno da pele e, desta forma, com a união dos antioxidantes e a vitamina A, a romã é uma fonte riquíssima no combate ao envelhecimento precoce”, afirma.

Casca de banana

“A casca da banana é rica em minerais, como o zinco e o magnésio, além de vitaminas, como a vitamina A e o complexo B. Desta forma, se utilizada em um dermocosmético, de forma tópica, como um creme, por exemplo, o extrato concentrado da casca da banana pode trazer benefícios para a pele, como propriedades anti-inflamatórias”, explica o farmacêutico.

“Porém, é importante também fazer um alerta para os adeptos de receitas caseiras para que a casca da banana, ou demais frutas, nunca sejam utilizadas desta forma, aplicadas diretamente na pele. Temos relatos de diversos casos de queimadura grave por pessoas que passaram a fruta diretamente na pele e, depois, saíram no sol. Além de não promover o efeito desejado, receitas caseiras com o uso de frutas podem causar sérios problemas na derme”, ressalta o especialista.

Semente de uva

“Conhecida como um dos alimentos mais saudáveis do mundo, a semente da uva possui efeitos protetores contra danos induzidos pelo sol (quando seu uso é tópico por meio de dermocosméticos com este ativo). Além disso, o extrato da semente atenua o estresse oxidativo (que seria o desequilíbrio entre a produção de radicais lives e a capacidade do organismo em neutralizá-las), ou seja, possui propriedades antioxidantes e, também, anti-inflamatórias”, explica Dr. Maurizio.

Cacau

“Por ser uma fruta associada ao chocolate, o cacau acaba sempre sendo um tema controverso. Porém, pesquisas clínicas e de laboratórios realizadas pela Universidade de Molise, na Itália, forneceram evidências científicas para o uso de substâncias naturais derivadas do cacau como uma forma eficaz de proteger a pele”, diz o especialista.

“Isso porque, o cacau é uma rica fonte de compostos polifenólicos (e os polifenóis são compostos bioativos presentes em plantas que apresentam uma ampla variedade de benefícios à saúde) e, também com grande quantidade de flavonóides (polifenol encontrado em vegetais), além de ser fonte de minerais essenciais, como o magnésio, o cobre e o ferro”, ressalta.

“Ou seja, o consumo do cacau melhora o fluxo sanguíneo da pele e aumenta a fotoproteção, contribuindo para a manutenção e aparência da pele. Além disso, o cacau também possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias. Quando utilizado de forma tópica em dermocosméticos com polifenóis do cacau, é possível aumentar a elasticidade da pele, prevenir e reduzir rugas e, também, diminuir a sensibilidade da pele à luz ultravioleta”, explica Dr. Maurizio.

Abacate

Segundo o especialista, o abacate é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que são gorduras presentes em alimentos, mas que são benéficas à saúde. “Segundo estudos realizados em Los Angeles, nos EUA, o consumo de um abacate por dia (em testes realizados por 8 semanas) trouxe benefícios à pele como elasticidade, firmeza, hidratação e pigmentação. Outra curiosidade deste estudo, é que mulheres com circunferência abdominal aumentada e IMC elevado, tiveram também um aumento na resistência UVB”, diz o farmacêutico.

“Quando o óleo do abacate é utilizado de forma tópica por meio de dermocosméticos, é possível notar também melhora da elasticidade da pele, porém, sem mudanças significativas na hidratação ou na formação de sebo. Além disso, também não há evidências de melhora na resistência aos raios UV quando o óleo do abacate é aplicado de forma tópica”, ressalta.

Camu-Camu

“Fruta nativa da floresta amazônica, porém pouco utilizada no Brasil, o camu-camu é amplamente estudado no exterior, principalmente na Europa e na Coréia do Sul, por conta de suas propriedades antioxidantes. Além disso, este fruto possui alto teor de vitamina C, polifenóis promissores, como ácido gálico (antioxidante que ajuda a proteger a pele contra o estresse oxidativo, anti-inflamatório e antimicrobiano) e quercetina (antioxidante anti-inflamatório que previne o aparecimento de condições clínicas relacionadas ao envelhecimento da pele)”.

Desta forma, o farmacêutico explica que, ao ser consumido oralmente, o fruto do camu-camu pode atuar como anti-inflamatório para a pele e, também, prevenir o estresse oxidativo.

Abóbora

A abóbora é conhecida por ter muitos benefícios para a saúde e para a pele, com propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e anti-fadiga. “Além desses benefícios, segundo estudos, a aplicação tópica do extrato de abóbora pode ser benéfica para feridas cutâneas, redução da inflamação e alterações oxidativas da pele, além de aliviar os sintomas da dermatite de contato”, diz o especialista.

Framboesa vermelha

“As frutas silvestres possuem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e, também, anti-câncer, pois contam com uma grande quantidade de flavonóides. Desta forma, segundo estudo realizado em 2019, na China Medical Univesity Hospital, o extrato etanólico da framboesa vermelha pode diminuir a morte celular causada pela exposição aos raios solares, além de ser capaz de prevenir lesões dos raios UVB na pele e, também, diminuir o fotoenvelhecimento da pele”, ressalta.

Dr. Maurizio ainda reforça que, para que essas frutas sejam benéficas à pele, é importante sempre estar atento ao tipo de consumo indicado e nunca aplicá-las diretamente na pele por meio de receitas caseiras.

“Vimos aqui que, em alguns casos, o consumo oral da fruta pode beneficiar a pele, mas, em outros casos, os benefícios só acontecem quando o fruto é utilizado de forma tópica. Porém, para que esse benefício realmente aconteça, existem muitos estudos por trás para desenvolver fórmulas com os extratos desses frutos e com a concentração correta desses extratos para que as propriedades de cada um promovam o efeito desejado. Ainda não temos, no Brasil, dermocosméticos com todas essas opções, mas com os estudos avançando cada vez mais, acredito que em poucos anos o público brasileiro terá acesso ao uso tópico de produtos formulados com estes frutos”, finaliza o farmacêutico.

Sobre o Dr. Maurizio Pupo

Dr. Maurizio Pupo é farmacêutico ítalo brasileiro, pesquisador e professor especialista em cosmetologia. É autor de vários livros na área cosmética como: Tratado de Fotoproteção, Luz Azul | Luz Visível e Impactos na Dermatologia, DIFENDIOX® OPP’s Antioxidantes Biologicamente Ativos e Estabilizados em Sistema Hydromicelar, entre outros. Além disso, é CEO e responsável pelo desenvolvimento dos produtos marca de dermocosméticos ADA TINA.

About Author