quarta-feira, abril 24Notícias
Shadow

Mais de 1 milhão de brasileiros prestarão o Encceja 2023 no próximo domingo (27)

Estudantes de 31 a 59 anos é o maior número de inscritos; especialista em educação dá dicas de como repassar os principais assuntos e se preparar para um bom exame

No próximo domingo (27) serão aplicadas as provas para o ensino fundamental e médio, em todos os estados e no Distrito Federal em mais uma etapa do Encceja – Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos. Ao todo, 1.104.146 participantes estão inscritos no exame, dos quais 193.572 (17,53%) buscam a certificação para o ensino fundamental e 910.574 (82,47%) para o ensino médio. A faixa etária com maior número de inscrições é a de 31 a 59 anos. Ao todo, são 445.158 pessoas com essa idade, o que representa 40,32% do número total de inscritos. 

Com poucos dias da data da prova, Rodrigo Bouyer, especialista em educação, avaliador do INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, sócio da BrandÜ Consultoria Educacional e da Somos Young, dá dicas para quem vai enfrentar o exame e os principais assuntos que poderão ser abordados nesta edição. 

Bouyer explica que para a prova do ensino fundamental são requisitadas competências de áreas como ciência, matemática, história e geografia, língua portuguesa, língua estrangeira, educação artística e educação física. “Para matemática, estude técnicas de raciocínio lógico, numerologia, geometría e álgebra. Em ciências, fique atento a questões ligadas à natureza, vida humana e a biologia dos seres. Já em Geografia e História, coloque o Brasil no centro dos estudos e entenda seus conflitos territoriais e culturais. Leia bastante para entender as construções textuais e os seus gêneros, o que vai influenciar diretamente em questões voltadas para linguagem e compreensão de texto, fora a construção da redação no final da prova”, reforça o especialista.

Já para o ensino médio, os assuntos são mais elaborados, com análises sobre ciência da natureza e suas tecnologias, ciências humanas e suas tecnologias, linguagens, códigos e matemática. Aqui, o candidato deve estudar sobre a construção humana, o papel da tecnologia na sociedade atual, ter conhecimentos físicos e químicos e analisar o impacto da publicidade e da mudança na forma de se comunicar nos últimos anos.

Uma das maiores preocupações dos inscritos em exames ou vestibulares é a redação. Segundo Bouyer,o mais importante é o estudante procurar ficar sempre atualizado com o noticiário relevante do país. Deste modo, independentemente do tema, a capacidade de argumentação será um diferencial favorável”, já que o modelo de texto utilizado geralmente é o dissertativo-argumentativo. 

Além da redação, os estudantes terão que responder 120 questões divididas em quatro provas, cada uma com 30 questões de múltipla escolha, para cada uma das 4 áreas do conhecimento. Para um melhor desempenho no dia da prova, o especialista recomenda que o aluno verifique o cartão de confirmação da prova, com nome, local e horário da aplicação. Verifique também os documentos necessários exigidos na hora do exame. Quanto à resolução das questões, ”acho sempre recomendável que o estudante saiba quantos minutos pode ficar, em média, em cada questão. Responda primeiro as que considera fáceis, recalcule o tempo e, então, vai se dedicar às questões mais complexas. Olho no relógio para não perder o controle”, explica.

Nestes dias que antecedem a prova, vale focar em estudar os conceitos que o estudante tem mais dificuldade. Esses merecem mais atenção. Os que já são conhecidos ou fáceis, o estudante deve se organizar e “apenas” revisar. Ou seja, reforçar os seus pontos fracos. Outra dica é revisar o conteúdo das provas e gabaritos já utilizados nas edições anteriores, este método ajuda a memorizar os temas, uma vez que o conteúdo é extenso. 

Para se diferenciar na hora da prova, atente-se “em respeitar o número de linhas na redação, ser objetivo em suas escolhas e ter calma na hora de responder às questões. Ter uma boa noite de sono no dia anterior à prova, não consumir alimentos pesados ou ingerir bebidas alcoólicas, acordar disposto e chegar com calma ao local da prova. Se estiver muito sol e calor, hidrate-se bem”, finaliza. 

About Author