sexta-feira, abril 12Notícias
Shadow

Respirar pela boca pode trazer diversos problemas à saúde

Infecções das vias aéreas, ronco, alteração dos dentes e outros problemas podem atingir tanto adultos quanto crianças que não respiram pelo nariz

São Paulo, agosto de 2023. Por mais que muitas pessoas considerem este um hábito comum e inofensivo, respirar pela boca pode trazer sérias consequências para a saúde do indivíduo. A respiração pelo nariz deveria acontecer de forma natural para todos, mas algumas pessoas não conseguem puxar o ar naturalmente e acabam respirando pela boca, adotando este hábito, por conta de desvio de septo, rinite alérgica, inchaço das conchas nasais ou qualquer outro problema de obstrução nasal. 

Para o professor voluntário no Serviço de Otorrinolaringologia na Santa Casa de São Paulo e otorrinolaringologista na Clínica Dolci em São Paulo, Dr. Gustavo Meirelles, quem respira pela boca deve procurar o quanto antes um especialista, pois está arriscando a sua saúde. “A respiração bucal pode fazer com que a pessoa desenvolva infecções das vias aéreas, como amigdalite, pneumonia e faringite, além de problemas, como ronco, apneia do sono, dificuldade de engolir alimentos, alterações no posicionamento dos dentes e língua, flacidez facial e outros diversos problemas relacionados a má respiração”, explicou. 

Para entender como estes problemas se desenvolvem, é importante compreender a relevância da respiração nasal. O nariz filtra o ar que respiramos, fazendo com que poeira e outras impurezas não cheguem ao sistema respiratório inferior, além de fazer com que o ar chegue a uma melhor temperatura no pulmão, comparado ao ar que entraria diretamente pela boca.

O otorrinolaringologista pode resolver este problema por meio de procedimento cirúrgico ou clinicos. “Devemos entender o caso de cada paciente, pois cada um pode estar com um problema diferente no nariz, que faz com que ele tenha que respirar pela boca”, comentou Meirelles. “Por meio de exames, determinamos se há necessidade de cirurgia, por exemplo, em caso de desvio de septo ou se o tratamento pode ser feito apenas por meio de limpeza da cavidade nasal e com uso de remédios”, completou.

Este hábito pode ser observado desde cedo nas crianças, que devem consultar um especialista para não comprometerem o seu desenvolvimento. Além do risco de infecções das vias aéreas, as crianças podem também ter problemas de crescimento, postura e baixo desempenho escolar.

“Em alguns casos, podemos notar crianças respirando pela boca, indicando algum problema no nariz. Os pais podem perceber esta complicação quando a criança apresenta dificuldade para comer, ronco e se os pequenos costumam dormir de boca aberta. Quanto antes consultar um otorrinolaringologista, melhor, haverá menos chances da criança desenvolver adversidades no futuro”, finalizou Meirelles.

Sobre o Dr. Gustavo Meirelles dos Santos – Otorrinolaringologista na Clínica Dolci Otorrinolaringologia e Cirurgia Estética Facial, em São Paulo. Graduado na PUC – São Paulo. Residência em Otorrinolaringologia na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Fellow em Rinologia na Santa Casa de São Paulo. Professor voluntário no Serviço de Otorrinolaringologia na Santa Casa de São Paulo.

About Author