quarta-feira, abril 24Notícias
Shadow

Como estimular a felicidade e o bem-estar

Estimular reações positivas pode moldar nosso cérebro e desencadear uma cascata de emoções benéficas. As expressões faciais desempenham um papel crucial na indução emocional e na forma como percebemos e experimentamos as emoções. As expressões faciais não apenas refletem emoções internas, mas também podem influenciar a forma como sentimos.

Por exemplo, quando forçamos um sorriso, mesmo que inicialmente não estejamos felizes, a ação mecânica do sorriso pode enviar feedback sensorial ao cérebro que desencadeia respostas emocionais subjacentes, contribuindo para um aumento real do bem-estar emocional.

Sorrir
Pesquisas recentes revelam que sorrir não só facilita a recuperação do estresse, mas também pode enganar nosso cérebro e desencadear verdadeiros sentimentos de felicidade. De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Universidade do Texas, sorrir durante períodos estressantes pode ajudar a diminuir a intensidade do estresse percebido e acelerar a recuperação do corpo.
Quando sorrimos, mesmo que de maneira forçada, nosso cérebro interpreta essa ação como um sinal de que estamos lidando bem com a situação. Isso reduz a liberação de cortisol e estimula a produção de substâncias relacionadas ao prazer e bem-estar, como as endorfinas.

Outro estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade de Kansas, destaca que quando sorrimos, mesmo que não estejamos genuinamente felizes, engajamos regiões cerebrais que desencadeiam uma resposta neuroquímica que libera neurotransmissores como a serotonina e a dopamina, associados a sensação de prazer e bem-estar. Assim, forçar um sorriso pode ser o primeiro passo para iniciar sentimentos de felicidade, mesmo em contextos neutros.
Os resultados desses estudos sugerem que o feedback facial não apenas amplifica sentimentos de felicidade preexistentes, mas também pode iniciar um ciclo virtuoso. Nele, a ação de sorrir gera reações emocionais positivas, que por sua vez reforçam o sentimento de felicidade. Portanto, sorrir pode ser uma ferramenta poderosa para melhorar nosso bem-estar emocional e criar uma base sólida para uma vida mais feliz e saudável.

Postura
Pesquisas revelam que a forma como nos posicionamos pode ter um impacto significativo em nossa emoção, pensamento e percepção de poder, um verdadeiro estudo sobre linguagem corporal. Adotar posições de poder, como expandir o corpo, com os braços levantados e as pernas afastadas, pode levar a um aumento nos níveis de testosterona, hormônio associado a sentimentos de poder e confiança.
Além disso, essa postura tem o potencial de reduzir os níveis de cortisol, levando a uma sensação de maior tranquilidade e bem-estar.

Outras Ações
Nossa resposta emocional pode ter um impacto profundo na ativação do Sistema Nervoso Autônomo. A massagem, por exemplo, pode influenciar a ativação do SNA, reduzindo o estresse e a ansiedade. Aplicação do calor pode levar a uma resposta de relaxamento do mesmo sistema, contribuindo para uma sensação de calma e bem-estar. Outra prática que pode influenciar a ativação parassimpática é o banho de pés.
A simples ação de ter uma “conversa agradável” também pode afetar a ativação do SNA. Interagir com pessoas queridas e desfrutar de conversas prazerosas pode estimular o sistema nervoso parassimpático, responsável por promover relaxamento e bem-estar emocional.

Outra forma de influenciar essa ativação pode ser o simples ato de caminha em meio a natureza, como numa floresta. A natureza exerce um efeito calmante sobre o corpo e a mente, levando a uma diminuição da atividade do sistema nervoso simpático, que está associado à resposta de luta ou fuga.
Curiosamente, até mesmo a maneira como respiramos pode afetar o SNA, impactando positivamente na imunidade e nos tornando mais resilientes a doenças e estresses.

O bem-estar e a felicidade dos seus colabores pode e deve ser medida. Uma ótima ferramenta para isso é o Sistema DIBE – Diagnósticos de Bem-Estar, que você pode conhecer melhor, além de realizar um teste gratuito no site dibe.com.br

FONTE: dibe.com.br

About Author